Convivendo com o Mioma

O nosso corpo é uma máquina incrível que responde muito rápido aos estímulos que damos a ele. Sabemos que conviver com uma dor recorrente não é tarefa fácil, entretanto, alguns hábitos podem trazer qualidade de vida e melhora em nosso humor. O que pode afastar, mesmo que por alguns instantes as dores decorrentes do mioma.

Praticar atividade física é a melhor forma de estar em dias com a sua saúde e ajuda a minimizar dores. Mulheres que têm o mioma e que fazem atividade física com frequência tendem a relatar menos dores principalmente durante o período menstrual.

Ter bons hábitos alimentares também é importante para seu bem-estar e consequentemente para que você consiga evitar algumas doenças ou minimizar os seus sintomas. A nossa alimentação interfere de maneira significativa em nossa qualidade de vida. Estar atento a mais este fato é de grande importância no tratamento do mioma.

Apesar de não haver nenhuma associação entre stress e miomatose, existem pesquisas que apontam um aumento na produção de fatores de crescimento tumorais associados ao stress. Uma vida equilibrada e com qualidade, é essencial para a saúde.

Converse com o seu médico

Mantenha uma boa comunicação com o seu médico. Ela essencial para um bom resultado no seu tratamento. Ao se tornar um paciente ativo na determinação do melhor para o seu caso. Você se sentirá mais tranquila, participativa e confiante diante do seu tratamento.
É importante relatar tudo que sente e como se sente diante desse diagnóstico para que, junto ao seu médico, possam decidir pelo melhor tratamento.

O médico é o profissional que está preparado para ouvir você e sanar todas as dúvidas. É importante alertar que todo diagnóstico precisa vir de exames e de parecer clínico. Não tire suas próprias conclusões nem se medique sem ter indicação médica.
> Dicas para sua consulta

Mioma na Gravidez

Quando a mulher engravida e tem mioma, este não oferece riscos ao bebê dependendo do seu tamanho, entretanto é preciso ficar atenta, uma vez que pode aumentar o sangramento. Isso sim até o terceiro mês de gestação pode ocasionar um aborto. A gravidez também pode fazer com que o mioma fique maior. O acompanhamento médico mais rigoroso é importante durante toda a gestação.
Existe ainda o risco de descolamento da placenta em casos em que o mioma está localizado na região onde o bebê se hospeda.
Outro fator que também pode acontecer é um parto prematuro em casos em que o mioma é muito grande e causa sangramento.
Para todos os casos o melhor é estar bem acompanhado por um especialista que assegure uma gravidez e parto tranquilos.
Durante a gravidez não há necessidade de tratar o mioma, recomenda-se, no entanto repouso e, a partir de indicação médica, o uso de analgésicos pode ajudar no alívio das dores.

Com relação ao tipo de parto, cabe ao paciente decidir junto ao médico qual será a melhor opção. Quando o mioma é muito grande pode ser que seja um parto mais doloroso e com sangramentos maiores.

Caso a mulher com Mioma em crescimento tenha o desejo de engravidar, é recomendado um tratamento intervencionista, de acordo com o diagnóstico detalhado. Desta forma ela vai estar mais segura durante a gestação.